segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Obrigado Eusébio!


" E então não era golo: era poema."

Até sempre Eusébio!


Sem comentários:

Enviar um comentário